Sempre

                                                                          Noel Nascimento



Para quem ama, o mundo pára,
tempos retidos
e não divididos
	na alma.
O coração não tem ponteiros
e só marca o sempre.


Ou, então, é diferente
o amor que o poeta sente.


A Terra também gira,
mas parece estática.
O rio não passa,
vão-se apenas as águas
tal como as mágoas,
mas a saudade permanece.


Só eu meu bem levarei em sonhos
quando para sempre fechar os olhos.